Acesso Rápido
Player Promo
Entretenimento
Games
Escola
Designer
Outros serviços

Adicionar aos Favoritos
Adicionar como pagina inicial
Login


Esqueceu a senha?
Registrar-se



Últimos assuntos
» Fórum ativo.
Sab Dez 29, 2012 10:41 pm por Heaven

» Apresentação
Qua Out 24, 2012 1:01 pm por 'Sony

» Recrutamento para Staff, Vagas abertas!
Qua Out 24, 2012 12:59 pm por 'Sony

» [Video] David Guetta ft Ne-yo & Akon - Play Hard
Ter Set 25, 2012 1:17 pm por Heaven

» [Video] Remady & Manu-L feat. J-Son - Single Ladies (Extended Mix)
Ter Set 25, 2012 1:16 pm por Heaven

» Los Cheats Fórum - Parceria
Qui Jul 26, 2012 2:25 pm por Heaven

» Brincadeira do 1 a 1000
Qui Jul 19, 2012 10:45 am por MatheusX

» Vans se sofisticam e vendem de café a temaki e sushi
Qua Jul 18, 2012 1:37 pm por joão.medeiros

» [Ação e Aventura] Car Chaos
Seg Jul 16, 2012 1:09 pm por joão.medeiros


Venda de tablets cresce 351% no país

Ir em baixo

Venda de tablets cresce 351% no país

Mensagem por Heaven em Dom Jun 24, 2012 10:41 am

Neste ano, para cada quatro notebooks ou netbooks, deve ser vendido um tablet, projeta a consultoria especializada em tecnologia IDC. No ano passado, essa relação era de dez para um


Os brasileiros estão aderindo cada vez mais aos tablets. Com a queda nos preços, as vendas crescem no país e avançam sobre notebooks e desktops (computadores de mesa). Mais de 370 mil aparelhos foram vendidos nos três primeiros meses do ano no país, segundo dados divulgados pela consultoria especializada em tecnologia IDC, o que representa um aumento de 351% sobre o mesmo período do ano passado.

Nos cálculos da IDC, o Brasil deve fechar 2012 com a venda de 2,5 milhões de aparelhos, ante 800 mil do ano passado - alta de 212,5%. Em 2010, foram 110 mil. "A taxa de crescimento da venda de tablets é mais acelerada que a dos notebooks e desktops", diz o analista para o mercado de tablets da IDC, Attila Belavary.

Neste ano, para cada quatro notebooks ou netbooks, deve ser vendido um tablet, projeta a IDC. No ano passado, essa relação era de dez para um. Já para cada sete notebooks e desktops este ano deve ser vendido um tablet, ante uma relação de 18 para um em 2011.

O grande indutor desse aumento é a redução dos preços. Algumas empresas nacionais já contam com os benefícios tributários concedidos pelo governo por meio do Processo Produtivo Básico (PPB), como a Positivo. Já as multinacionais Samsung e Motorola também usufruem da medida por fabricarem localmente. A estimativa da IDC era que, no início do ano passado, apenas 3% dos tablets custassem abaixo de R$ 1 mil, porcentual que se elevou a cerca de 33% nos primeiros três meses deste ano.

Antes, eram poucas as opções e os tablets eram muito caros", diz o diretor de Estudos de Mercado da consultoria IT Data, Ivair Rodrigues. Atualmente, no mercado brasileiro há uma divisão básica entre três faixas de preços por marcas: o iPad, da Apple, na maior; o Galaxy, da Samsung, e o Ypy, da Positivo, entre outras, no meio; e os importados de marcas menos conhecidas, a maioria chinesa, na faixa de baixo. "Os mais baratos representaram cerca de metade das vendas do setor em 2011", estima Rodrigues.

Nacionais - A Positivo Informática lançou em setembro de 2011 o seu tablet, o Ypy, e as vendas superaram as expectativas, afirma a diretora de desenvolvimento de produtos, Adriana Flores. "Se tivéssemos mais produtos, poderíamos estar vendendo mais." Ela conta que o foco da companhia segue na classe média, com aparelhos na faixa de R$ 999 e sistemas operacionais em português. Não é objetivo da Positivo concorrer com o iPad.

Outra fabricante nacional é a DL, cujo público é as classes C e D. As vendas começaram no primeiro semestre do ano passado, com cerca de mil peças por mês, diz o diretor da empresa, Paulo Xu. Porém, cresceram apenas quando a empresa reposicionou os produtos na faixa a partir de R$ 399. No último trimestre do ano passado, as vendas mensais atingiram 86 mil peças.

"Não queremos as classes A e B. Queremos completar este mercado, com preços para atender todos os bolsos", afirma Xu. Neste ano, a demanda continua aquecida e a DL investe para aumentar a capacidade produtiva. De janeiro a maio, a produção já subiu 150% e, até agosto, a empresa projeta mais 300%, com foco nas encomendas de fim de ano das grandes redes varejistas.

Notebooks - Mesmo com a aceleração das vendas, os especialistas ainda enxergam espaço para o aumento das vendas de notebooks e desktops. Isso porque as taxas de penetração ainda são baixas, quando comparadas a mercados mais maduros. Segundo dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV), existe cerca de um computador para cada dois habitantes no Brasil, enquanto nos EUA é de 1,1 para cada americano. "Nos EUA já se vende quase um tablet a cada PC", destaca Belavary, da IDC.

(Com Agência Estado)

Fonte: Veja


Cadastre-se para os Downloads serem liberados !! [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]






avatar
Heaven
Fundador
Fundador

Mensagens : 868
Moedas : 5396
Reputação : 5
Data de nascimento : 04/11/1998
Idade : 20
Localização : Juíz de Fora

http://www.playerpromo.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum